L O A D I N G

São Mateus: de cobrador de impostos a evangelista

Na época de Jesus, a região da Palestina era dominada pelos romanos e muitos – e altíssimos – impostos eram cobrados dos judeus. Havia homens cuja ocupação era exatamente cobrar esses impostos, explorando o povo sem piedade. Um dos mais cruéis era chamado Levi e vivia em Cafarnaum, próximo ao Lago da Galileia. Mas até ele foi tocado pelas palavras de Jesus.

Um dia, depois de ter pregado em sua cidade, o Messias cruzou com Levi. Olhou-o profundamente e fez um convite que mudou sua vida: “Segue-me” (Mt 9,9). O cobrador de impostos, impelido pela força da renovação, levantou-se, abandonou o seu rentável negócio e pôs-se a acompanhar Jesus.

Trocando seu nome por Mateus, tornou-se um dos mais assíduos seguidores de Cristo. Acompanhou Jesus durante boa parte de Sua vida pública e, após a morte do Mestre, começou a pregar na Judeia e em países próximos, com uma vida marcada pela pobreza. Queria apresentar aos outros o verdadeiro tesouro: a Vida Nova em Cristo. Mateus foi o primeiro apóstolo a escrever um livro contando a história de Jesus e seu Evangelho foi muito usado pelos primeiros cristãos.

Foi perseguido em muitos dos locais por onde andou a evangelizar. Chegou a ser preso, mas cada vez convertia mais pessoas. Acabou morto por ordem do rei etíope Hirtaco. Quando o monarca assumiu o poder, queria casar-se com uma jovem chamada Ifigênia, que o apóstolo havia consagrado a Deus. Pediu que o evangelista convencesse a moça a aceitá-lo em matrimônio. Como Mateus se recusou, Hirtaco determinou que seus soldados o matassem, o que aconteceu aos pés do altar, durante a missa que celebrava.

São Mateus, rogai por nós!

0 Comments