L O A D I N G

Qual a diferença entre teísmo e deísmo?

Você já ouviu falar em deísmo e teísmo? Sabe qual a diferença entre eles? A distinção entre esses dois termos está ligada a um outro conceito muito caro para nós cristãos, o da Providência divina – Deus cuida de nós e não nos deixa faltar aquilo que Ele entende ser importante para nós. Como disse São Mateus (6, 25 e 32-33):  “Eis que vos digo: não vos preocupeis por vossa vida, pelo que comereis, nem por vosso corpo, pelo que vestireis. A vida não é mais do que o alimento e o corpo não é mais que as vestes? […] Ora, vosso Pai celeste sabe que necessitais de tudo isso. Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça e todas estas coisas vos serão dadas em acréscimo”.

Deísmo

O Deísmo é uma doutrina que admite a existência de Deus, mas não a Sua Providência. Grosso modo, seria como dizer que Deus criou o mundo e os seres, mas depois não se preocupou mais com a Sua criação. É normalmente comparado ao ofício do relojoeiro, que fabrica um relógio, mas que, depois que este está pronto, não interfere mais em seu funcionamento. Essa doutrina foi popular entre filósofos iluministas, como Voltaire (1694 – 1778), Diderot (1713 – 1784) e Locke (1632-1704).

Teísmo

Diferentemente do Deísmo, o Teísmo acredita na existência de Deus, mas também que ele é onisciente, onipresente e onipontente. Esta corrente admite que há aspectos de Deus que não podem ser conhecidos pela razão, mas somente pela Revelação, um conhecimento que nos é proporcionado pelo próprio Senhor. Segundo os teístas, Deus é amoroso, se interessa e cuida de cada uma de suas criaturas. 

Nós, cristão, somos chamados a testemunhar o amor desse Deus que é pai, que é providente, que zela por nós e está atento às nossas necessidades e sofrimentos.

0 Comments