L O A D I N G

Francisco de Assis: exemplo de seguimento fiel a Cristo

O santo de hoje nasceu em 1189 em Assis, na Itália. Batizado como Giovanni di Pietro di Bernardone, São Francisco de Assis era filho de um rico casal de comerciantes, o que lhe proporcionou uma vida de luxo e tranquilidade. Quando jovem, era orgulhoso e bastante vaidoso e, como outros rapazes de sua época, entregava-se à diversão sem grandes preocupações.

Antes de sua conversão, sonhando com glória e reconhecimento, Francisco foi para a guerra, onde foi capturado. Permaneceu preso por um ano e passou um longo período doente. Ainda sedento de fama, quis tornar-se cavaleiro. Como, para conquistar esse posto, teria que começar como escudeiro de um nobre, partiu em viagem. Durante o percurso, ao encontrar os mendigos e andarilhos, foi se desfazendo de seus pertences. Voltou para casa com a semente da mudança plantada em seu coração, indignado com a injustiça que separava pobres e ricos.

Certa vez, enquanto rezava na capela de São Damião, Francisco ouviu Deus lhe perguntar: “Vá, Francisco, e restaure a Minha Casa!”. No início, imaginou que fosse um pedido para reformar a pequena igreja. Por isso, vendeu seus bens e usou o dinheiro para a obra do local. Mais tarde, compreendeu que Deus lhe pedia ajuda para recuperar a própria Igreja enquanto instituição. 

Diante de tal missão, o jovem Francisco fez votos de pobreza e se comprometeu a viver fielmente o exemplo de Cristo, seguindo à risca o Evangelho. Em vez de recolher-se a um mosteiro, como era costume da época, pregava de forma itinerante, levando a palavra de Deus aonde suas forças o permitiam.

São Francisco de Assis inspirou uma legião de seguidores exaltando a bondade de Deus e a maravilha da natureza, dedicando-se aos pobres e cuidando dos outros como se fossem irmãos. Em 1208, pediu autorização ao papa fundar uma irmandade. Alguns anos depois, foi reconhecida a “Ordem Mendicante dos Frades Menores”, cuja principal característica era a opção pela pobreza. 

Em 1224, já doente, Francisco renunciou à direção da irmandade e se retirou para uma floresta, vivendo em contato com a natureza. Morreu ao lado de seus discípulos em Assis, no dia 3 de outubro de 1226 e foi canonizado dois anos depois, pelo papa Gregório IX.

Oração de São Francisco

Senhor, fazei-me instrumento da vossa paz.

Onde houver ódio, que eu leve o amor.

Onde houver ofensa, que eu leve o perdão.

Onde houver discórdia, que eu leve a união.

Onde houver dúvidas, que eu leve a fé.

Onde houver erro, que eu leve a verdade.

Onde houver desespero, que eu leve a esperança.

Onde houver tristeza, que eu leve a alegria.

Onde houver trevas, que eu leve a luz.

Ó Mestre, fazei que eu procure mais:

consolar que ser consolado;

compreender que ser compreendido;

amar que ser amado.

Pois é dando que se recebe,

É perdoando que se é perdoado

E é morrendo que se vive para a vida eterna!

0 Comments