L O A D I N G

“Eu nunca te deixarei”

Diante do sofrimento da pequena Lúcia, que penava com as humilhações e as cobranças da família e dos vizinhos, Nossa Senhora lhe disse em uma das aparições: “Não desanimes. Eu nunca te deixarei. O Meu Imaculado Coração será o teu refúgio e o caminho que te conduzirá a Deus” (Memórias da Irmã Lúcia, pág 83).

 

Este recado não cabe apenas a Lúcia. Ele é para nós também. Maria oferece Seu próprio Coração para nos refugiarmos. Nos oferece Seus braços como um recanto seguro para os momentos de tribulação, onde podemos nos aconchegar. Não é para o colo da mãe que os filhos correm quando estão em perigo ou sentem dor? Não é pelo conforto materno que a criança anseia quando está perdida, confusa, amedrontada? 

 

Todos nós vivemos, hoje, momentos de angústia e perigo. Lidamos, diariamente, com uma doença sobre a qual ninguém ainda tem controle, que nos ameaça, que limita nossa rotina, que nos afasta daqueles que amamos. Somos oprimidos por um sem número de dificuldades que decorrem da pandemia, seja de ordem emocional, profissional ou financeira. São tempos difíceis, assustadores.

Mas precisamos lembrar que, por mais que a realidade seja desafiadora, temos nosso santo refúgio. Temos braços que podem nos acolher, temos um consolo seguro. Nossa Senhora nos oferece Seu colo, Sua ternura e Sua compaixão. No Seu Coração, podemos encontrar a paz que o mundo não nos dá. “Não desanimes”, Ela disse. “Eu nunca te deixarei” – e isso é tudo de que precisamos. 

0 Comments

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *