Celebremos São Marcos, o Evangelista!

São Marcos, cujo dia hoje celebramos, nasceu de uma rica família judaica na cidade de Jerusalém. Era ainda novo quando Jesus foi condenado, crucificado e ressuscitou. Não foi seu discípulo, em função da pouca idade que tinha, mas acompanhou de perto a atuação de Cristo. Separamos seis fatos sobre a vida deste jovem missionário que se transformou em um dos quatro narradores da história do Salvador:

1. Sua casa era ponto de encontro de Jesus e seus seguidores

Marcos pertencia a uma das primeiras famílias cristãs da época. Era filho de Maria de Jerusalém e sobrinho de São Barnabé, amigo do apóstolo Paulo. Em sua casa, eram comuns reuniões de Jesus e de cristãos primitivos. Conta-se que teria ocorrido lá a Última Ceia e também a ocasião em que cerca de 120 pessoas receberam o Espírito Santo no dia de Pentecostes.

2. Foi discípulo de São Pedro e São Paulo

Pedro era uma das pessoas que frequentavam assiduamente a casa de Marcos. Quando jovem, ele tornou-se discípulo do apóstolo, por ele foi batizado e seguiu com ele para Roma. Lá ele também auxiliou Paulo, principalmente enquanto este esteve preso.

3. Seu Evangelho é o mais antigo.

Foi quando estava em Roma, sob orientação de Pedro, que Marcos começou a escrever o Evangelho. Segundo historiadores, o texto foi escrito por volta de 60 d.C., sendo portanto o mais antigo dos quatro Evangelhos. A sua obra é mais curta que os livros dos demais evangelistas, mas tem uma tônica diferente, fruto tanto dos feitos de Jesus que ele testemunhou quando era criança quanto das histórias contadas por São Pedro. O discípulo de Jesus teria aprovado pessoalmente os manuscritos e também recomendado sua leitura nas igrejas da época.

4. Foi missionário

Depois da morte de São Paulo e São Pedro e com seus escritos debaixo do braço, Marcos seguiu em evangelização, passando pela região do Mediterrâneo, notadamente a Ilha de Chipre, pela Ásia Menor e também pelo norte da África, onde fundou muitas comunidades.

5. Morreu como mártir

Há registros de que, durante uma festa de Páscoa em Alexandria, Marcos foi preso no momento em que celebrava a Missa. Ele foi arrastado pelas ruas da cidade, amarrado com uma corda no pescoço e torturado, tendo morrido no dia seguinte. Suas relíquias estão guardadas atualmente na Catedral de São Marcos, na cidade italiana de Veneza, que tem o evangelista como padroeiro.

6. É simbolizado por um leão

Frequentemente, São Marcos é representado por um leão ou retratado junto a um. Isto se dá porque seu Evangelho começa com uma passagem sobre São João Batista, a quem ele se refere com a expressão “uma voz clama no deserto” (Marcos 1,3). Como, naquela época, a voz que se ouvia comumente  no deserto era o rugido dos leões, não tardou para ser feita a relação.