Por que somente o padre em geral comunga em duas espécies?

Na Santa Missa, o sacerdote consagra o pão e o vinho, mas normalmente apenas o padre comunga o Corpo e o Sangue de Cristo nas duas espécies. A assembleia em geral comunga o Cristo apenas no pão consagrado. Você sabe por que isso acontece?

Segundo o Catecismo da Igreja Católica, “na santíssima Eucaristia está contido todo o tesouro espiritual da Igreja, isto é, o próprio Cristo, nossa Páscoa» (§ 1324). Tanto no vinho quanto no pão, Jesus está inteiramente presente, como corpo, sangue, alma e divindade.

O CIC também explica que “Cristo está presente todo em cada uma das espécies e todo em cada uma das suas partes, de maneira que a fracção do pão não divide Cristo (§ 1377). Ou seja, quem comunga apenas o pão consagrado está recebendo Jesus por inteiro. Da mesma forma, quem comunga apenas o vinho também O recebe por completo.

Então por que a comunhão em duas espécies, como o sacerdote faz, não costuma ser estendida ao restante da assembleia em algumas ocasiões? Em geral, a assembleia comunga através do pão e do vinho consagrados em missas especiais, em que são celebrados Batismos, Matrimônios, Primeira Eucaristia ou ordenações religiosas, por exemplo. Essa é mais uma medida de cunho prático, já que a comunhão em duas espécies costuma ser mais demorada e a distribuição da Eucaristia levaria muito tempo.