Por que padres não podem celebrar casamentos fora da igreja?

Muitos casais alimentam o sonho de se unirem e planejam o casamento com um longo tempo e com muitos detalhes, para que seja um momento perfeito. Escolhem o local, o bufê, a decoração, buscam fornecedores impecáveis, fazem a lista dos convidados… No entanto, na hora de fechar a celebração, descobrem que padres não podem realizar casamentos fora da igreja, em locais como sítios ou casas de festa. Certamente não é uma proibição sem fundamento. Mas você sabe o motivo?

O casamento é muito mais do que um evento social. É um dos sete sacramentos, instituídos por Jesus Cristo para que possamos receber a graça de Deus e nos conectar com a vida divina. Portanto, deve ser tratado como algo especial.

É pelo matrimônio que o homem e a mulher confirmam seu amor perante Deus, dando início a uma nova família. Pelo seu caráter sagrado, a Igreja prefere que seja realizado dentro do ambiente eclesial, proibindo sua celebração em locais laicos, especialmente aqueles dedicados às festas e comemorações. Nestes ambientes, em geral dá-se mais atenção à festividade do que à sacralidade do momento em que um noivo entrega sua vida ao outro, tornando-se “uma só carne” (Mt 19,6).

É claro que há exceções. Se um dos nubentes tiver problemas de mobilidade ou de saúde que o impeçam de ir a uma igreja, por exemplo, o padre está autorizado a celebrar o matrimônio na casa deste. Em alguns casos, se houver razões adequadas, o casamento também pode ser realizado em uma capela ou oratório particular.