Dia do diácono e os Ministérios ordenados

Hoje celebramos a existência dos diáconos, homens que se põe a serviço de Deus e da Igreja em resposta a um chamado de Amor. Este é um dos ministérios ordenados, concedidos através do sacramento da Ordem. Você conhece os três graus da ordem e suas diferenças? Então confere aqui!

Ministérios ordenados

A Ordem é um sacramento através do qual a missão confiada por Cristo aos seus apóstolos continua sendo exercida na Igreja. Quem é ordenado recebe o dom do Espírito Santo e uma autoridade sagrada para melhor servir o povo de Deus e dar continuidade na terra à obra do Salvador.

O sacramento tem este nome pois os vocacionados recebem uma consagração (ou ordenação) para fazer parte de um corpo eclesial. É composto por três graus: diaconato, presbiterado e episcopado.

Episcopado

Os bispos são os sucessores dos apóstolos, testemunhas de Cristo e por Ele enviados a missão: “Como o Pai me enviou, também eu vos envio” (Jo 20,21). A palavra “bispo” vem do latim “epíscopus”, derivado do termo “episkopein”, que significa “supervisionar”. Na Igreja primitiva, os apóstolos escolheram alguns colaboradores que, após a sua morte, seriam responsáveis por governar as comunidades cristãs e difundir a mensagem de Jesus, ou seja, supervisionar as a vida evangélica desses grupos. Por isso, posteriormente, os sucessores dos apóstolos passaram a ser chamados de bispos.

Em função dessa ancestralidade, os bispos devem zelar pela Igreja e sua fé, conservando e transmitindo os ensinamentos que nos foram deixados pelos apóstolos e garantindo que a Igreja continuará a ser guiada por eles até a volta do Redentor. A missão dos bispos está sedimentada em um tripé: ensinar, santificar e reger a Igreja de Cristo, refletindo sobre os grandes problemas da sociedade e da comunidade católica e oferecendo orientações pastorais para animar os seus fiéis.

Atualmente quem escolhe e nomeia os bispos é o papa. Os eleitos recebem o sacramento da Ordem pela imposição das mãos de três outros bispos e pela unção e oração de consagração.

Presbiterado

Os padres – ou presbíteros – são representantes legítimos de Cristo, Sumo e Eterno Sacerdote. Eles participam da pessoa de Cristo e agem em nome d’Ele para santificar e conduzir a Igreja. A presença dos sacerdotes retrata a presença de Cristo entre nós. São eles os dispensadores dos sacramentos e devem também pregar o Evangelho, guiar e cuidar dos fiéis e celebrar o culto divino. Em sua missão, são colaboradores dos bispos. Seu estilo de vida deve ser semelhante ao de Cristo, por isso guardam o celibato, que os ajuda a viver de forma plena a caridade pastoral.

Diaconato

O diácono é ordenado para o serviço da Igreja sempre sob a autoridade de um bispo. Segundo o Catecismo da Igreja Católica, “cabe aos diáconos, entre outros serviços, assistir o Bispo e os padres na celebração dos divinos mistérios, sobretudo a Eucaristia; distribuir a Comunhão; assistir ao matrimônio e abençoá-lo, proclamar o Evangelho e pregar, presidir os funerais e consagrar-se aos diversos serviços da caridade”. Diferentemente dos sacerdotes, não podem fazer a consagração do pão e do vinho, nem absolver pecados ou fazer a unção dos enfermos.

Aproveitemos este domingo para rezar por todos aqueles que se sentem chamados a colaborar com o Pai por meio dos ministérios ordenados. Que Jesus ilumine diariamente nossos diáconos, padres e bispos, para que eles sigam trilhando caminho da santidade e possam sempre abrir nossos corações para as maravilhas de Deus! E que cada vez mais jovens sejam despertados para a beleza da vida ordenada!