Um coração que se doou pela Salvação

Na sexta-feira seguinte ao Corpus Christi, celebramos a festa do Sagrado Coração de Jesus – este coração que transbordou de amor por nós, a ponto de Se imolar a fim de nos salvar. Na Bíblia, vemos referências diretas ao coração de Cristo: quando, na Cruz, o soldado abriu o lado de Cristo com a lança, de seu coração saiu água e sangue, derramando sobre todos nós graças infinitas, numa expressão da afeição sem limites de Deus pelos homens.

A devoção ao Sagrado Coração de Jesus é prática antiga na Igreja, mas a festa em sua honra foi celebrada pela primeira vez na França, em 1672. Três anos depois, a jovem religiosa Margarida Maria Alacoque teve uma visão de Cristo, com o peito aberto e o coração cercado de espinhos. A ela, deixou a seguinte mensagem:

“Eis aqui o coração que tanto amou os homens, até se esgotar e consumir para testemunhar-lhe seu amor e, em troca, não recebe da maior parte senão ingratidões, friezas e desprezos”.

Apesar de ter sido designada por Jesus para espalhar a missão de devoção e desagravo ao Seu Sagrado Coração, Santa Margarida Maria foi incompreendida e perseguida. Um padre jesuíta, São Cláudio La Colombière, profundamente tocado por sua mensagem, a ajudou, fazendo com que o testemunho da religiosa fosse encarado com mais seriedade. Seu mentor intelectual foi o responsável pela popularização da festa.

O Papa Clemente XIII aprovou a Missa em honra do Coração de Jesus e, em 1856, Pio estendeu a Festa para toda a Igreja, devendo ser celebrada na sexta-feira da semana subsequente à festa de Corpus Christi, conforme pedido do próprio Cristo. Atualmente, a Igreja recomenda, como formas de devoção ao Sagrado Coração de Jesus: a Consagração pessoal; a Consagração da família; as Ladainhas do Sagrado Coração de Jesus; o Ato de Reparação e a prática das Nove Primeiras Sextas-feiras.

Que possamos aproveitar esta data para renovar nossa devoção a Jesus, nos tornando testemunhas vivas de Seu amor por nós e levando para todas as nossas atividades cotidianas sua mensagem e seu exemplo!