As cores litúrgicas

Já vimos aqui que a simbologia da liturgia é muito rica. E isso se estende às cores dos paramentos litúrgicos, que variam conforme a época e o tipo de comemoração do dia. Atualmente, no Brasil, há quatro cores mais frequentemente usadas: branco, roxo, vermelho e verde. Além delas, o rosa e o dourado são usado em algumas ocasiões. Em outros países, usa-se ainda o preto e o azul. Hoje contamos qual o significado de cada uma delas!

Branco

O branco simboliza a pureza e, por isso, é usado nas celebrações de Nosso Senhor Jesus Cristo (exceto as da Paixão) e da Virgem Maria. Também se aplica às celebrações dos anjos e dos santos não-mártires.

Roxo

A cor da penitência é usada nos tempos do Advento e da Quaresma.

Rosa

Esta cor simboliza um momento de alegria que ocorre num tempo destinado à contrição. É usado, em algumas igrejas, no terceiro domingo do Advento e no quarto domingo da Quaresma.

Vermelho

A cor que é símbolo do fogo da caridade é usada nas celebrações da Paixão do Senhor, no domingo de Pentecostes, nas festas dos Apóstolos e Evangelistas, e nas celebrações dos Santos Mártires.

Verde

O verde, sinal de esperança, é usado na maior parte do ano, no período denominado Tempo Comum, que é dividido em duas partes: entre a o Natal e a Quaresma e entre a Páscoa e o Advento

Dourado

Em circunstâncias solenes, pode-se optar pelo dourado em lugar das demais cores.

Preto

Em diversos países, esta é a cor usada nas missas da sexta-feira da Paixão e nas Missas pelos fiéis defuntos, já que simboliza o luto, dor e tristeza. No entanto, pouco adotamos essa cor aqui no Brasil.

Azul

Em alguns países é permitido utilizar o azul celeste nas festividades em honra de Nossa Senhora, o que também pouco ocorre aqui.