Dia dos Namorados: o amor verdadeiro vence a distância da quarentena

Na véspera do Dia de Santo Antônio, popularmente conhecido como o “santo casamenteiro”, festejamos, aqui no Brasil, o Dia dos Namorados. Certamente, esta será uma comemoração diferente para muitos. Separados pelo distanciamento social necessário em função da pandemia de Covid ou até pela própria doença, milhares de namorados passarão a data longe de seus parceiros.

Se esse é o seu caso, não sofra por isso! Existe uma verdade que foi imortalizada pela sabedoria popular: o amor verdadeiro resiste à distância. Parece clichê, mas a realidade da vida é que, nem sempre, seu romance será um mar de rosas. Os relacionamentos profundos e duradouros se constroem e se fortalecem sobretudo nas adversidades.

Quando nos deparamos com obstáculos, é preciso exercitar o diálogo, a busca conjunta para solução dos problemas, o olhar voltado em uma só direção. E vou dar aqui qual o segredo para isto: Deus! O casal que está unido no Pai e que se inspira no exemplo de Cristo tem forças para seguir adiante. Com a inspiração do Espírito Santo, consegue suportar os medos e as frustrações e superar os desafios.

Não se entristeça se não puder abraçar hoje o amor da sua vida.Ofereça a Nossa Senhora esse sacrifício pela salvação dos pecadores. Faça-o com carinho, com alegria, sabendo que o aperto no peito de hoje frutificará numa relação cada vez mais linda!

Feliz Dia dos Namorados!