112 anos do nascimento de São Francisco Marto

Nossos corações hoje estão em festa. Celebramos os 112 anos do nascimento de São Francisco Marto, o pastorinho da contemplação e da adoração. A mais quieta das três crianças que testemunharam as aparições de Nossa Senhora de Fátima na Cova da Iria em 1917, nasceu em 1908, na localidade de Aljustrel, em Portugal.

Francisco tinha apenas oito anos quando, ao lado da irmã Jacinta, começou a pastorear o rebanho da família. Muitas vezes, os pequenos juntavam-se à prima Lúcia nessa tarefa. Foi numa dessas ocasiões, quando eles iam pela região da Cova da Iria, que viram, pela primeira vez, a Mãe de Deus.

Nos encontros com Nossa Senhora, Francisco apenas podia ver a aparição, diferentemente da irmã, que também ouvia, e da prima, que via, ouvia e conversava com a Virgem. Isso, no entanto, não fez menos o impacto das visões na alma do menino. Comovido com a imagem da Mãe Santíssima e com sua mensagem, relatada por Jacinta e Lúcia, Francisco experimentou uma radical mudança em sua vida.

Passou a viver intensamente a oração e a meditação, movido pelo desejo de consolar o coração de Jesus. Passava horas a fio contemplando o sacrário ou rezando o terço, atendendo ao pedido de Nossa Senhora.

No ano seguinte às aparições, Francisco contraiu a gripe espanhola, doença que também vitimou a irmã Jacinta. No dia 02 de abril de 1919, Francisco confessou-se e recebeu pela única vez a comunhão. Faleceu dois dias depois, em casa e de forma tranquila. Foi sepultado no cemitério de Fátima, mas seus restos mortais foram trasladados para a Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, em 1952.

Francisco e Jacinta foram canonizados a 13 de maio de 2017 pelo papa Francisco em celebração no Santuário de Fátima, tornando-se os mais jovens santos não-mártires da história da Igreja Católica. No processo de canonização, foi aceito como milagre a cura milagrosa de um menino brasileiro.