Brasil: porta da expansão de Fátima para o mundo

O Brasil foi a porta para a expansão da devoção a Nossa Senhora de Fátima para o mundo. A cidade do Rio de Janeiro foi a primeira fora de Portugal a receber e expor a culto uma imagem da Virgem vinda diretamente de terras lusitanas.

Dois imigrantes portugueses, chamados Manuel Fernando e Antonio Eduardo da Silva Cravo, foram os responsáveis pelo feito. Durante uma visita à terra natal, eles, que tinham vindo morar no Brasil, adquiriram uma imagem de Nossa Senhora de Fátima e pediram ao então bispo de Leiria, Dom José Alves Correia da Silva, que a abençoasse. A levaram também para tocar as paredes da Capela das Aparições, na Cova da Iria.

No dia 10 de junho de 1929, a imagem foi entronizada na Igreja de Santo Cristo dos Milagres, na região portuária do Rio. O evento foi uma verdadeira festa na cidade. A procissão que levou Nossa Senhora ao local foi acompanhada por mais de 10 mil pessoas, com fiéis vindos de vários bairros e a imagem chegou sobre um andor lindamente ornamentado com flores. A cerimônia, que contou com sacerdotes de diversas paróquias, foi acompanhada por diversos jornais locais e pelo lisboeta A Voz.

A histórica imagem continua a ser exibida no mesmo local, servindo de memória viva do crescimento e da difusão da importância de Nossa Senhora de Fátima no mundo inteiro.