Quando ensinar os filhos a rezar?

Muita gente me pergunta quando é o momento certo para ensinarmos os filhos a rezar. Há quem pergunte se o ideal é quando a criança começa a falar. Outros me questionam se não deveria ser quando ela já tem uma consciência maior, por volta dos quatro ou cinco anos. E aí eu pergunto: você espera o seu filho aprender a falar para conversar com ele e dizer que o ama?

Mais do que uma conversa com palavras, a oração é, antes de tudo, uma relação de amor com Deus. Assim como nós criamos laços de amor com o bebê desde que ele nasce, também podemos incentivar essa relação amorosa com o Senhor desde o nascimento!

Com seus filhos nos braços, aproveite um ambiente tranquilo e um momento em que o bebê está calmo, alimentado e alegre, para fazer com ele pequenas orações. Reze o Pai Nosso e a Ave-Maria. Faça preces de agradecimento pelas coisas boas que vocês têm vivido juntos

Agradeçam pela saúde e pelas pessoas queridas que fazem parte da história de vocês: os médicos, os avós, os irmãos, os tios, os amigos mais chegados, a madrinha, o padrinho. Agradeçam a casa acolhedora, os presentes dados ao bebê com carinho, a possibilidade de ter roupas aconchegantes.

Assim, a oração no dia a dia se tornará natural para a criança. Ela vai crescer percebendo o valor de estar com Deus em todos os momentos, de agradecer mais do que pedir. Ela vai se sentir amada por Ele, assim como é pelos seus pais.

Mas se o seu filho não é mais um bebê e você ainda não o ensinou a rezar, não tem problema! Sempre é tempo de começar a construir uma linda relação de oração com Deus. Afinal, o amor d’Ele está sempre à nossa espera!