Autocuidado? Será que isso serve para mim?

Você já deve ter ouvido falar em autocuidado. Esse conceito, que está bastante em voga, ressalta a necessidade de olhar para si com mais carinho e garantir, assim, mais qualidade de vida e bem-estar. Tem muita gente que não dá atenção a isso, achando que o termo se restringe a passar creme anti-rugas ou fazer uma bela massagem nos pés de vez em quando. Embora esses supérfluos possam garantir uma sensação prazerosa de relaxamento, o cerne do autocuidado está muito distante disso.

Quem trabalha – dentro ou fora de casa – sobre como a rotina e a correria do dia a dia são cruéis. Estresse, falta de tempo, alimentação inadequada, ansiedade. Nenhum de nós está livre desses males e, verdade seja dita, somos derrubados por eles com uma frequência muito maior do que gostaríamos. É aí que entra a importância do autocuidado.

Estar atento ao corpo, à mente e ao espírito são fundamentais para seguir em frente firme e forte. Por isso, trago aqui três dicas simples que podem ajudar você a cuidar melhor de si mesmo!

1. Para a alma, oração
Deus é sempre o melhor caminho. Quando o coração está tumultuado, quando sobram dúvidas, medos e sofrimento ou quando se está assoberbado, aí então é que Ele é imprescindível! A oração fortalece a fé, restabelece a esperança e é o melhor remédio para o estresse. Reze com regularidade, guarde um momento para estar sozinho com o Senhor, nem que sejam apenas cinco minutinhos por dia.

2. saúde física
Para o corpo não há segredo. A fórmula é conhecida, mas pouca gente segue: exercícios físicos regulares, alimentação saudável, hidratação adequada e sono em dia. Não dá para ir à academia? Desça do ônibus dois ou três pontos antes e siga o restante do caminho a pé. Leve consigo sempre uma garrafinha d’água. Dê preferência a alimentos não industrializados – hoje há muitas receitas rápidas que você pode fazer para colocar na marmita. Tente dormir de 6 a 8 horas por dia.

3. Inspire e expire
Procure também equilibrar a mente. Excesso de informação nem sempre é benéfico. Modere o uso das redes sociais, veja menos televisão, evite acessar três ou quatro sites de notícia simultaneamente. Dê um tempo para sua mente processar os estímulos que recebe! Por outro lado, estimule o cérebro aprendendo coisas novas, estudando algo que lhe dê satisfação e incitando a curiosidade.

Cuide-se. Se você estiver bem, estará pronto para cuidar também dos outros!