Dia do Padrinho

Na data em celebramos o Dia do Padrinho, somos chamados a recordar a importância dessa função tão especial em nossa Igreja. Ao padrinho não basta ser amigo dos pais do batizado ou participar das festividades do afilhado e dar a ele presentes nas datas especiais. A ele é confiada uma missão sagrada: auxiliar e conduzir o afilhado em sua vida espiritual.

Segundo o Código de Direito Canônico, o padrinho deve ser católico, tem que ter os sacramentos (primeira eucaristia e a crisma) e levar uma vida de acordo com a fé e com o dever que vai assumir. Ou seja, é preciso fazer da própria vida um exemplo para seu afilhado! Pratique as virtudes, esforce-se para fazer o bem, frequente a missa e, desde cedo, leve seu afilhado para acompanhar você!

Viva conforme o exemplo de Cristo, para que seu afilhado se inspire nos seus atos e nos seus comportamentos. Fale com ele sobre Deus, conte histórias da Bíblia. E, sobretudo, reze por ele. Seu afilhado deve estar sempre em suas orações! Para ajudar, trazemos aqui uma sugestão de prece:

Ó Senhor Jesus Cristo que tomas as crianças nos braços de Tua misericórdia e as fazes membros vivos da Tua Igreja, eu Te suplico para que concedas graça ao meu afilhado para que ele cresça na tua fé, obedeça à Tua Palavra e persevere em Teu amor a fim de que, fortalecido por Teu Espírito Santo, possa resistir às tentações, vencer o mal, regozijar-se na vida que agora é, e habitar contigo na vida que há de vir, pelos teus méritos. Ó misericordioso Salvador, com o Pai e o Espírito Santo, que vives e reinas um só Deus pelos séculos sem fim.
Amém.