Por que devemos rezar pelos outros e não apenas por nós mesmos?

Rezar é sempre importante. Ao fazermos nossas orações, ficamos mais próximos de Deus. Mas quando rezamos em favor de outra pessoa, a prece ganha um significado ainda mais especial e beneficia todas as partes envolvidas. Podemos rezar pela cura de um parente, por um vizinho desempregado, pelo filho que tem apresentado mau comportamento, por uma amiga que está sofrendo, sempre temos bons motivos para dirigir nossos sentimentos a Deus.

Chamamos de oração intercessora aquela através da qual pedimos por outra pessoa. “A intercessão é uma oração de petição que nos conforma de perto com a oração de Jesus. É Ele o único intercessor junto do Pai em favor de todos os homens, em particular dos pecadores. Ele ‘pode salvar de maneira definitiva aqueles que, por seu intermédio, se aproximam de Deus, uma vez que está sempre vivo, para interceder por eles’”, explica o Catecismo da Igreja Católica (2634).

Através desse tipo de oração, entramos em sintonia com o espírito misericordioso de Deus, já que estamos totalmente focados no bem do outro, e não em nós mesmos. Não olhamos para os nossos desejos pessoais ou interesses, mas pedimos uma graça pelo próximo, exercitando a compaixão e nos despindo do egoísmo que normalmente nos acomete.

Quando rezamos pelos nossos inimigos, a oração intercessora é ainda mais forte. Para desejarmos o bem daqueles que nos fazem mal, temos que deixar de lado o orgulho e praticar o amor estritamente da forma como ensinou Jesus Cristo, sem distinção e sem reservas. Com a força do Espírito Santo, podemos, através da nossa oração intercessora, colaborar para a obra de Salvação de Deus.