O Advento de Maria

Estamos no Advento, tempo de espera pela chegada do Menino Salvador. E como viver o Advento sem pensar em Maria, aquela que primeiro esperou Jesus? A mulher que, corajosamente, entregou-se aos planos de Deus para que, por meio d’Ela, pudesse vir ao mundo o Messias, aquele que nos libertaria de todo pecado.

No Advento, temos a chance de viver intensamente as três virtudes teologais: a fé, a esperança e a caridade – ou, em outras palavras, a confiança, o abandono e o amor. A jovem Maria, escolhida pelo Senhor, abandonou-se nos braços d’Ele e se entregou sem reservas ao Seu Mistério. Em seu corpo virginal, crescia o Filho de Deus, por obra do Espírito Santo, que Ela aceitou e esperou com amor de Mãe e confiança plena no Pai.

Hoje, somos como Maria grávida, somos uma comunidade que espera a chegada de Cristo. Assim como ela foi preparada por Deus para ser a mãe do Salvador, livre do pecado, também nós devemos nos preparar para esse momento, nos arrependendo e nos convertendo.

Devemos ser como Ela, servos do Senhor, nos abandonando ao Seu desejo e nos entregando confiantemente aos Seus planos. Todos os medos, inseguranças, os riscos que correu, tudo isso Maria enfrentou ao dizer “Sim! Faça-se em mim a Vossa Palavra”. Que possamos nós também ter coragem de dizer “Sim” e seguir o Pai sem reservas. O Advento é um convite a confirmarmos nosso compromisso com o plano de Deus. Neste tempo, aprendemos com a Virgem Santíssima a redescobrir a centralidade de Cristo em nossas vidas.