Suportar a dor e o deboche

A primeira aparição de Nossa Senhora em Fátima, em maio de 1917, deixou os três pequenos pastorinhos extasiados. A beleza e a doçura da Virgem os tocaram profundamente. Para preservar aquele mistério sobre o qual ainda não tinham certeza do que se tratava, Lúcia, Jacinta e Francisco combinaram de não contar a ninguém a respeito do ocorrido.

Apesar do acordo, Jacinta, de tão maravilhada que estava, acabou contando à mãe sobre a visita da bela Senhora. Num estalo, a notícia se espalhou pelo vilarejo e, em seguida, pelas localidades próximas, tornando-se o assunto do momento.

Os pais de Jacinta e Francisco não se importaram muito com o episódio, mas a mãe de Lúcia ficou extremamente aborrecida, achando que se tratava de uma pilhéria. Queria que a filha desmentisse a história. Dentro da própria casa, Lúcia passou a ser pressionada pelos pais e pelos irmãos, de quem ouviu duras palavras. Foi hostilizada e repreendida de forma bastante severa. Por vezes, chegou a apanhar para que parasse de espalhar o que eles chamavam de “mentiras”.

Para intimidar a pequena, a mãe chegou a levá-la à igreja para conversar com o pároco, achando que, assim, ela não manteria de pé aquela história. Com a criação que havia recebido, se tudo não passasse de uma farsa, Lúcia certamente confessaria diante do sacerdote. No entanto, convicta do que havia visto e ouvido, Lúcia manteve-se firme diante dos questionamentos.

As dúvidas e as dificuldades foram sendo partilhadas pelos três, que sustentavam-se mutuamente. Quando ouviu do padre que as aparições poderiam ser uma cilada do demônio, Lúcia chegou a pensar em desmentir tudo o que ela e os primos haviam dito. Mas Francisco logo ralhou: “Não faças isso! Não vês que agora é que vais mentir e que mentir é pecado?”. Seguiram nesse caminho de devoção no qual ainda enfrentariam muito sofrimento.

Detalhes da história dos pastorinhos, como esse, estão em Fátima, obra que eu e Kenya lançamos em parceria com a Globo Livros. Você ainda não tem? Clique aqui e garanta já o seu! Comprando pela lojinha do Santuário você ajuda a Tarde com Maria nas obras da Capelinha das Aparições do Brasil.