Como quatro sacerdotes sobreviveram ilesos à bomba de Hiroshima

Aconteceu no Japão um dos milagres mais notórios creditados à oração diária do terço. Era final da Segunda Guerra Mundial e, para obrigar os japoneses a se renderem, os Estados Unidos bombardearam pontos estratégicos do território nipônico.

Ainda eram 8h15 da manhã do dia 06 de agosto de 1945 quando a bomba atômica atingiu seu primeiro alvo: a cidade de Hiroshima. Cerca de 140 mil pessoas morreram naquele exato instante. A radiação emitida pelo artefato deixou incontáveis sequelas nos sobreviventes, levando muitos posteriormente à morte em função de câncer e leucemia. Também foram registrados problemas reprodutivos naqueles que foram submetidos à radiação e o consequente nascimento de descendentes com deficiências graves.

Bem próximo ao local onde a bomba caiu, havia uma igreja dedicada a Nossa Senhora
da Assunção. Estavam ali, no momento da explosão, quatro padres jesuítas alemães, que cuidavam de seus afazeres diários como de costume. Com o impacto, foram arremessados para longe mas, apesar da gravidade do ocorrido, tiveram apenas ferimentos leves. Apesar de aliviados, sabiam dos risco que corriam e esperavam, com angústia, pelos efeitos da radiação.

Mas, contrariando todas as expectativas e o conhecimento científico acerca dos efeitos da bomba atômica, nunca se constatou em nenhum dos quatro qualquer consequência da radioatividade! Ao longo dos anos, os sacerdotes foram acompanhados por médicos e estudiosos e regularmente submetidos a exames. Em nenhum deles foi averiguado vestígio da radiação ou sequela decorrente da explosão. O fato ficou conhecido como Milagre de Hiroshima.

Os quatro jesuítas acreditam que foram salvos pela providência divina, já que, naquela época, vivenciavam a Mensagem de Fátima. Diariamente, eles rezavam o rosário na casa paroquial. A igreja, que havia sobrevivido à explosão, foi demolida em 1954 para a construção do Memorial da Paz Mundial, hoje uma das maiores igrejas católicas romanas da Ásia.

Essa é mais uma das histórias que eu e Kenya contamos em Fátima, parceria com a Globo Livros. Se você ainda não leu, procure seu exemplar em livrarias físicas ou na internet. Nos ajude e a difundir a mensagem de Nossa Senhora de Fátima!