A senhora aparecida das águas

A devoção à Virgem Maria está presente no Brasil desde a chegada dos portugueses, em 1500. Mas foi em 1717 que começou a história daquela que viria a se tornar a padroeira do nosso país. Neste ano, quando a cidade de Guaratinguetá, em São Paulo, recebeu a visita do Conde de Assumar, foi pedido a pescadores locais que fornecessem peixes para um banquete que seria oferecido ao nobre.

Três amigos pescadores foram para as águas do Rio Paraíba, mas, apesar dos esforços, não conseguiam nada. Eis que, passado algum tempo, lançaram as redes e apanharam uma imagem de Nossa Senhora da Conceição sem cabeça. Jogaram as redes novamente e nelas veio a cabeça dessa mesma imagem. Lançaram a malha uma terceira vez e a rede subiu repleta de peixes. A imagem a quem se atribuiu o milagre foi popularmente chamada de “senhora aparecida das águas”.

A imagem foi levada para a casa de um dos pescadores, que depois a deu de presente ao filho. O oratório simples que o rapaz fez para a Virgem estava sempre aberto a receber vizinhos e familiares. Com o tempo, a fama dos poderes da Nossa Senhora foi se espalhando. Em 1734, começou a construção de uma capela para abrigar a imagem, aberta 11 anos depois. Mas ela também se tornou pequena para a quantidade de peregrinos que acorriam ao local.

Em 1834, deram início à edificação de uma igreja maior – atual Basílica Velha. Em 1955, uma nova e maior basílica foi construída por iniciativa dos missionários redentoristas, que haviam chegado ao local cerca de 60 anos antes especialmente para atender os romeiros. Ainda em construção, o templo foi consagrado pelo Papa João Paulo ll em 1980 e recebeu o título de Basílica Maior. Em 1984, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) a declarou oficialmente Santuário Nacional. A esta altura, o complexo já era o maior santuário mariano do mundo.

Ao longo de todos esses anos, a devoção a Nossa Senhora da Conceição Aparecida só fez aumentar. Em 1904, Ela foi coroada Rainha do Brasil e, em 1929, o Papa Pio XI a declarou Padroeira do Brasil, para o bem espiritual do povo e o aumento cada vez maior de devotos à Imaculada Mãe de Deus.

Nossa Senhora da Conceição Aparecida, rogai por nós!