O plano de Jesus para a Ir Lúcia

Era junho de 1917, quando a Virgem Maria revelou a Lúcia na Cova da Iria: “Jesus quer servir-Se de ti para Me fazer conhecer e amar. Ele quer estabelecer no mundo a devoção a Meu Imaculado Coração” (Memórias da Irmã Lúcia, pág 176).

Maria pediu a Deus e Ele, atendendo ao Seu pedido, estabeleceu, por meio de Jesus, esta devoção. Como foi dito pela própria Virgem Santíssima, era desejo de Deus que a devoção fosse respeitada em todo o mundo, tornando-se uma necessidade universal.

Em fevereiro de 1926, Lúcia recebeu a visita do próprio Menino Jesus, que vinha lhe cobrar a propagação desta devoção:

“No dia 15-2-1926, voltando eu lá, como é de costume, encontrei ali uma criança que me parecia ser a mesma e perguntei-lhe, então:

– Tens pedido o Menino Jesus à Mãe do Céu?

A criança volta-se para mim e diz:

– E tu tens espalhado, pelo mundo, aquilo que a Mãe do Céu te pediu?

E, nisto, transforma-se num Menino resplandecente. Conhecendo, então, que era Jesus disse:

– Meu Jesus! Vós bem sabeis o que o meu Confessor me disse na carta que Vos li. Dizia que era preciso que aquela visão se repetisse, que houvesse factos para que ela fosse acreditada, e a Madre Superiora, só, a espalhar este facto, nada podia.

– É verdade que a Madre Superiora só, nada pode; mas, com a Minha graça, pode tudo. E basta que o teu Confessor te dê licença e a tua Superiora o diga, para que seja acreditado, até sem se saber a quem foi revelado.” (Memórias da Irmã Lúcia, págs 194 e 195)

A devoção ao Imaculado Coração não foi um hábito que nasceu por iniciativa dos homens e que foi seguindo e se expandindo. Não! Esta devoção era um desejo da própria Mãe Santíssima e nos foi solicitado pelo Pai. Foi uma devoção estabelecida pelo próprio Deus!

Sabendo disso, como podemos nós, seguidores de Nossa Senhora de Fátima, recusar? Como podemos ignorar a necessidade de desagravarmos o coração da nossa querida Virgem Santíssima? Como podemos deixar de devotar nosso amor à Mãe de Deus, que é também nossa Mãe e que nos protege com zelo e ternura?

Hoje, deixo com vocês essa reflexão. Precisamos nos dedicar a essa devoção a fim de desagravar o Coração Imaculado de Maria. Como filhos, precisamos cuidar de nossa Mãe Santíssima. Todos nós!