Um rico que largou tudo para seguir Jesus!

A Igreja recorda hoje, dia 21 de setembro, São Mateus, que foi apóstolo e evangelista. Nascido sob o nome de Levi, mais tarde adotou o nome pelo qual ficou conhecido entre os cristãos, que significa “dom de Deus”. Ele viveu em Cafarnaum, na região do Lago da Galileia, onde era cobrador de impostos a serviço dos romanos.

Ao receber o chamado de Jesus, abandonou sua antiga vida ligada ao dinheiro e aos bens materiais para acompanhá-lo: “Partindo dali, Jesus viu um homem chamado Mateus, sentado no posto de cobrança, e disse-lhe: ‘Segue-me!’. Ele levantou-se e seguiu-o” (Mt 9, 9).

Juntamente com Jesus, Mateus acompanhou Jesus durante boa parte de Sua vida pública e, após a morte do Mestre, começou a pregar na Judeia e em países próximos, com uma vida marcada pela pobreza. Após desprender-se da riqueza, passou a dedicar-se a apresentar aos outros o verdadeiro tesouro: a Vida Nova em Cristo. Curiosamente, é no Evangelho de Mateus que encontramos o maior número de referências o dinheiro, como “Não podeis servir a Deus e ao dinheiro” (Mt 6, 24) e “Não acumuleis para vós tesouros na terra, onde a traça e os carunchos os destroem” (Mt 6, 19).

Por fim, São Mateus morreu por ordem do rei etíope Hirtaco. Quando o monarca assumiu o poder, queria casar-se com uma jovem chamada Ifigênia, que o apóstolo havia consagrado a Deus. O rei prometeu ao evangelista metade do seu reino caso convencesse a moça a aceitá-lo em matrimônio. Como Mateus se recusou, Hirtaco determinou que seus soldados o matassem, o que aconteceu aos pés do altar, durante a missa que celebrava.

Que, a exemplo de São Mateus, nós também possamos enxergar o olhar penetrante de Cristo e aceitar seu convite, seguindo-O e ajudando a espalhar a Boa Nova.

São Mateus, rogai por nós!