Valores são o mesmo que virtudes?

Você sabe qual a diferença entre valores e virtudes? Como ambas as coisas estão ligadas ao que entendemos como “bem” e se contrapõem ao “mal”, é comum as pessoas confundirem. Mas há uma distinção bem significativa, que conta muito na vida dos católicos.

As virtudes são disposições habituais que temos para fazer o bem. Ou seja, comportamentos que conscientemente procuramos adotar para espalhar a bondade. Como exemplo de virtude, posso citar a humildade, a generosidade, a castidade e a temperança. Elas refletem uma opção consciente e voluntária de fazer o bem e, por isso, são uma ótima maneira de colaborar com o projeto do Reino de Deus. Como somos humanos e nossas forças são finitas, precisamos de uma ajudinha divina para nos mantermos firmes na observância das virtudes. São perenes e universais, ou seja, em qualquer lugar do planeta e em qualquer momento da história as virtudes se manterão.

Já os valores são uma espécie de regra de conduta, normas que criamos e que correspondem ao que julgamos correto e desejável. Por exemplo, tomar banho diariamente é um valor característico dos brasileiros. Em geral, os valores são influenciados pela cultura, variando em função da época e da região e estão muito relacionadas ao juízo moral.

É claro que, em diversos momentos, as virtudes e os valores vão se entrelaçar e se sobrepor. Mas é importante sabermos as diferenças entre elas para não cairmos na cidade de acharmos que estamos agindo corretamente quando, na verdade, podemos estar na contramão do que Deus quer para nós. No caminho para a santidade, respeitar os valores não é suficiente. Precisamos buscar as virtudes!