Nossa Senhora das Dores: dedicação total a Deus

A Igreja Católica celebra hoje a festa de Nossa Senhora das Dores, mulher de piedade que sofreu acompanhando a aflição e martírio do filho, mas, ainda assim, manteve-se firme no seguimento dos propósitos de Deus. Aquela que se manteve sempre confiante na vontade do Pai é para nós exemplo de fortaleza, perseverança e doação.

Lembramos, nesta data, as sete dores da Virgem Maria: a profecia de Simeão no templo (que predisse que uma lança de dor traspassaria Seu Coração Imaculado), a fuga para o Egito, os três dias que Jesus esteve perdido, o encontro com que teve com o filho a caminho do Calvário, a morte de Cristo, o recebimento do corpo do filho quando ele foi retirado da cruz e o sepultamento de Jesus.

Com sua resiliência, Maria nos inspira e nos ajuda a levarmos nossas cruzes cotidianas. A mulher que, no Calvário, foi destinada por Jesus a ser nossa mãe, nos ampara e nos consola em nossos sofrimentos, cuida das nossas chagas e enche nossos corações de esperança para seguirmos adiante apesar dos problemas.

Lembrando que, através de suas dores, a Virgem participou ativamente da Redenção de Cristo, peçamos sua intercessão para transformarmos nossos suplícios em oferta de amor.

Nossa Senhora das Dores, rogai por nós!