Reflexão para o Dia dos Pais

O que é ser um bom pai? Não há aulas, técnicas, métodos ou treinamentos que ensinem o ofício da paternidade. Ele se constrói no dia a dia, a cada nova situação, a cada obstáculo, a cada nova descoberta junto ao filho. E se modifica e se transforma ao longo dos anos, à medida em que nós e nossos filhos também mudamos. Sem um roteiro pré-definido ou uma fórmula pronta, resta aos pais se espelharem em exemplos de outros pais.

Talvez o primeiro modelo seja o nosso próprio pai. Pode ser um exemplo positivo ou não, mas, a partir de sua experiência pessoal como filho, cada homem reproduz os bons comportamentos e descarta os ruins, começando a compor a sua própria matriz de paternidade. Essa avaliação, que às vezes fazemos inconscientemente, nos traz também uma reflexão: da mesma forma como nos inspiramos em nossos pais, nós somos exemplos para os nossos filhos. Portanto, precisamos cuidar das nossas ações e comportamentos, não somente em relação a eles mas também em relação ao mundo, porque eles estarão atentos a tudo!

Outro grande exemplo de pai no qual podemos nos inspirar é São José. Quieto, correto e temente a Deus, José nunca foi o protagonista da história, mas foi um pilar fundamental para a Sagrada Família e para que Jesus seguisse em Sua missão. Sempre buscou proteger os seus entes, mas ao mesmo tempo acolheu, acompanhou e respeitou as escolhas de seu filho, para que Ele seguisse seu próprio caminho. A Jesus e a Maria transmitiu confiança e segurança, algo primordial. Se pensarmos bem, tudo o que nossos filhos precisam é que estejamos lá, bem ao seu lado, não importa qual a situação, não importa o momento ou a etapa da vida – para ajudá-los, ouvi-los, corrigi-los, apoiá-los.

O terceiro e maior exemplo de paternidade é Deus. O Pai do Céu, que nos deu a vida e que está sempre, a todo instante, pronto para nos ouvir e nos amparar. Aquele que reservou para nós o seu melhor plano: a vida Eterna. Como não considerar toda a Sua disposição em cuidar de nós, inclusive quando nos deixa tropeçar para aprendermos e crescermos? Como não se inspirar em Sua escuta atenta e dedicada na oração, à qual sempre podemos recorrer, nos bons e nos maus momentos? Como não admirar Seu amor incondicional, independentemente das nossas escolhas, nas nossas qualidades e dos nossos defeitos? Com algum esforço, cada um de nós, pais, podemos buscar ser um pouquinho sua imagem e semelhança nas relações com nossos filhos.

Neste dia especial reze pelo seu pai, mesmo que ele não esteja mais aqui, agradecendo a Deus por ele ter te dado a vida. E se você já for pai, reze para ter sabedoria e conduzir seus filhos a luz de Cristo.

Feliz Dia dos Pais!

Venho hoje a ti, Senhor, pedir que estenda tuas Mãos Divinas sobre todos os pais, abençoando-os. Abençoa, Senhor, o pai amigo e companheiro, o pai sempre presente, que oferece o colo e estende a mão, mas também o pai ausente, colocando todo teu Amor em seu coração. Abençoa, Senhor, o pai que hoje recebe o abraço de seus filhos e o pai que chora a ausência do filho que partiu para teus braços. Dai a este, o consolo da mansa saudade e enxuga, com teu Divino Manto, as lágrimas que vertem de seus olhos. Estende, Senhor, tuas mãos de Amor sobre todos os pais, concedendo a eles os dons da paciência, compreensão, tranquilidade, ternura, justiça, fé na vida e em seus filhos, e amor, muito amor, um amor sem limites, para que cada filho seja para seu pai, um pai, e para que cada pai seja para seu filho, um filho. E aos filhos cujos pais estão junto a ti, concede a fé e o entendimento de que os pais nunca vão embora. Eles apenas mudam de lugar.