Jesus: exemplo de resiliência

Resiliência é um termo que está na moda. A capacidade de nos adaptarmos às mais diversas situações e darmos a volta por cima tornou-se imperativo. Muito além de ser uma obrigação imposta pelo mercado corporativo, a resiliência é verdadeiramente útil para qualquer pessoa. Afinal, todos nós precisamos aprender a lidar com os problemas, vencer obstáculos, gerir frustrações e medos, administrar pressão e estresse, seja no trabalho ou na vida pessoal.

Nem sempre fazer isso é fácil. Mas há um grande exemplo de resiliência nos qual podemos mirar e nos inspirar: Jesus! O Salvador é, para qualquer cristão, o melhor modelo de resistência e superação.

No deserto, por 40 dias suportou as tentações do demônio. Teve fome, mas não cedeu ao conselho do diabo para transformar a pedra em pão. Não se curvou a satanás em troca de poder e glória. Não se deixou levar pela ardilosa estratégia de lúcifer para incitar o Pai.

Ao longo de toda a Sua vida, Jesus tinha claro para Si que deveria sempre, em todas as Suas ações, executar o que era desejo de Deus: “Meu alimento é fazer a vontade daquele que me enviou e cumprir sua obra” (Jo 4, 34)

Em sua profunda agonia no Horto do Getsêmani, sabendo que estava chegando Sua hora, enquanto rezava e suava sangue, Jesus disse: “Abbá! Pai! Tudo é possível para ti. Afasta de mim este cálice! Mas seja feito não o que eu quero, porém o que tu queres” (Mc 14, 32-36). Ele sabia que seria traído e maltratado, até morrer na cruz, mas não esmoreceu.

Em seu trajeto para o calvário foi desacreditado, humilhado, subjugado, ferido, ultrajado. Cuspiram em seu rosto, deram-lhe vinagre para beber, coroaram-lhe com espinhos, açoitaram-lhe. Mas tudo suportou, sem revoltar ou desobedecer o Senhor. Ao final, sabendo que cumpria o papel designado por Deus, expirou dizendo: “Pai, em tuas mãos entrego o meu espírito” (Lc 23, 46)

Que em nossos momentos de dificuldade possamos lembrar desse grande exemplo de resiliência. Que Cristo seja nossa força e mantenha firme nossa fé para seguirmos adiante, sempre amparados em Deus!