O que as imagens de Nossa Senhora nos falam?

Nas casas de nossos avós e bisavós, era muito comum vermos imagens de Nossa Senhora. Normalmente ficavam na sala, em um local de destaque, ou em um oratório caprichadamente ornado. É lamentável que este costume venha se perdendo com o tempo, pois é inquestionável que Maria Santíssima se manifesta através das imagens.

Uma história conhecida mundialmente é exemplo concreto disso. Certa vez, São Pio de Pietrecilna, grande devoto de Nossa Senhora de Fátima, foi acometido por uma grave doença. Tinha já 72 anos e ficou doente a tal ponto que sequer conseguia mais rezar missas. Passava boa parte de seu tempo de cama. Em 1959, uma imagem peregrina esteve na Itália. Após algumas mudanças no roteiro, a imagem chegou a San Giovanni Rotondo, cidade de padre Pio. Com esforço, ele seguiu até a igreja onde estava a imagem da Virgem, deteve-se diante dela e ofertou-lhe um rosário. Um pouco mais tarde, o helicóptero que levava a imagem para outro destino sobrevoou três vezes o convento. Ao ouvir o barulho, o santo exclamou: “Ó minha Mãe, agora estais de partida e eu não fiquei livre da minha doença!”. Em seguida, o veículo sofreu uma sacudida, padre Pio sentiu um forte arrepio, seguido de uma onda de bem-estar. Ele sabia que, naquele instante, havia sido curado.

Aqui no Santuário do Rio também já pudemos testemunhar as manifestações de Nossa Senhora de Fátima. Certa vez, trouxemos para visitar a Capela das Aparições do Brasil uma imagem que brotava óleo toda vez que começávamos a rezar o terço. O material era semelhante a um mel e, em poucos instantes, uma quantidade assombrosa de abelhas circundava a imagem.

Se você não tem uma imagem de Nossa Senhora em sua casa, está na hora de fazer isso. Não precisa ser uma imagem grande ou cara. O importante, é que ela esteja no centro do seu lar, em um lugar de evidência, onde todos possam se reunir para rezar e venerar a Santa Mãe de Deus.
Rezem a ela com fervor e devoção. Depois disso, graças é que não vão faltar.