Terra Santa: vivência de fé

A Terra Santa, que geograficamente ocupa uma área dividida por Israel, Jordânia e Cisjordânia, é considerada um local sagrado e de inestimável valor histórico para os fiéis das três grandes religiões monoteístas: catolicismo, judaísmo e islamismo. Um lugar onde a história se entrelaça com a fé e que recebe anualmente milhares de pessoas que vão ali em busca das raízes da sua crença.

Os muçulmanos a têm como local sagrado pois a região é várias vezes mencionada no Alcorão (a bíblia islâmica) e por que teria ocorrido lá a ascensão de Maomé aos céus. Para os judeus, esta é a Terra Prometida por Deus a Abraão e é lá que estão as maiores riquezas do judaísmo, as ruínas do Primeiro e do Segundo Templo.

Para nós católicos, sua importância está intimamente ligada a um ponto central da nossa fé: foi lá que nasceu, viveu, morreu e ressuscitou Jesus Cristo! Foi onde Ele iniciou suas pregações, fez curas, converteu uma multidão, onde foi condenado e crucificado, seguindo o plano de Deus para nossa salvação.

Hoje, a Terra Santa é um dos mais importantes locais de peregrinações do mundo. As romarias à região começaram a se popularizar no século IV, quando Santa Helena, mãe do imperador romano Constantino, visitou Jerusalém e mandou construir igrejas em lugares relacionados à vida de Jesus. Mas foi no final da Idade Média que elas se intensificaram.

Os lugares sagrados cristãos da Terra Santa estão sob a custódia dos frades franciscanos. Sua presença ali remonta ao próprio São Francisco de Assis, que, no início do século XIII esteve no Oriente Médio e, apesar dos constantes conflitos na região, conseguiu um entendimento pacífico com o sultão Melek al-Kamel, que governava uma grande área que se estendia até a Terra Santa.

Visitar a Terra Santa é uma experiência única para todo católico. É ter a possibilidade não apenas de conhecer os locais físicos por onde Jesus passou, mas de experimentar uma vivência espiritual intensa e transformadora. Quando feita em espírito de oração, esta peregrinação nos coloca em contato direto com o divino, revelando uma nova percepção das Escrituras.

Em novembro, vamos promover a peregrinação oficial da Tarde com Maria à Terra Santa. Com acompanhamento de Dom Roque, como diretor espiritual, e a presença da Kenya e do Berthaldo Soares, o grupo sairá no dia 04 em direção a Jerusalém, onde serão visitados a Igreja de Galicanto, onde Jesus passou sua última noite e onde Pedro o negou três vezes; o Monte das Oliveiras; o Horto do Getsemani; a Basílica da Agonia; o Muro das Lamentações; a Igreja de Santa Ana e a Capela da Flagelação, entre outros pontos. A peregrinação vai percorrer todo o caminho da Via Sacra até o Monte do Calvário, com uma visita ainda ao Santo Sepulcro. Será visitado também o povoado onde morava Santa Isabel e o local onde nasceu São João Batista. Em Belém, serão percorridos o lugar onde Jesus nasceu; a Gruta do Leite, onde Maria amamentou o menino; a Igreja da Gruta da Natividade e a Basílica de Santa Catarina.

Os fiéis vão conhecer o Mar Morto; o Mar da Galileia, onde Jesus caminhou sobre as águas, e o Monte das Bem-Aventuranças, em Cafarnaum, onde Cristo centralizou sua vida pública e fez muitos ensinamentos. Haverá visitas ainda à Igreja da Multiplicação dos Peixes e à Igreja do Primado de Pedro. No último dia, a peregrinação será no Monte Tabor, onde Jesus se transfigurou, e às margens do Rio Jordão, onde será feita a renovação do batismo de todos os participantes. O retorno ao Brasil será no dia 15 de novembro.

Se você tem interesse em acompanhar esta peregrinação, cujo roteiro foi preparado com carinho especial pela equipe da Tarde com Maria em conjunto com a Demarré Tours, é possível ver todos os detalhes desta viagem em http://www.demarre.com.br/roteiro/peregrinacao-oficial-da-tarde-com-maria-a-terra-santa-17.