Não tenhais medo!

Na primeira aparição na Cova da Iria, Nossa Senhora disse aos pastorinhos: “Não tenhais medo!”. A mesma frase foi dita pelo papa São João Paulo II, quando assumiu o bispado de Roma: “Não tenhais medo. Abri, melhor, escancarai as portas do vosso coração a Cristo!” Não era para menos. Quem está junto a Deus e à Sua Mãe não precisa temer coisa alguma.

Vivemos hoje um tempo de muitas dúvidas e muitas incertezas. Tememos o presente e o futuro, temos medos individuais e coletivos, inseguranças pessoais e profissionais, medos que perpassam as relações familiares e afetivas. Nos deparamos com esse sentimento constantemente, nas mais diversas situações.

Mas por que tememos tanto? A resposta é só uma: porque em muitos momentos nos falta a fé. Nos esquecemos da Providência divina, que cuida para que nada nos falte nem nos prejudique. Esquecemos que o Senhor tem um plano para cada um de nós, do qual, independentemente do nosso livre arbítrio, não temos como fugir.

O Pai está todo o tempo conosco. Nos observa, nos guia, nos ampara, nos ajuda, nos indica o caminho. Se às vezes erramos a estrada, é porque não paramos para ouvir com atenção o que Ele tinha a nos dizer. Deus tudo sabe e tudo pode. Mesmo quando já chegamos ao limite humano, ao limiar da nossa resistência ou da nossa capacidade, Ele vai além. Para o Senhor, nada é impossível.

Quando Moisés foi ao encontro do Faraó para tentar que ele libertasse seu povo, mesmo correndo risco de ser morto, foi sua fé que o levou até ali. Quando Davi aceitou lutar contra Golias, estava certo da ajuda do Nosso Senhor. Quando Abraão levou seu filho Isaac até o monte para matá-lo conforme Deus havia pedido, mesmo amando demais seu único herdeiro, o fez pois confiava no Senhor e sabia que, de alguma forma, Ele lhe restituiria o filho amado. Quando José aceitou Maria, que conceberia o filho de Deus, fez isto motivado pela fé.

Da mesma forma, nós podemos enfrentar enormes desafios, conceber projetos grandiosos e superar obstáculos monumentais. O que precisamos fazer é apenas crer e confiar. E a fé em Deus e em Sua providência que pode nos sustentar e nos levar adiante.