28 de Março: dia do nascimento da Irmã Lúcia

Hoje, Lúcia, a mais velha e mais longeva dos três pastorinhos que testemunharam as aparições de Nossa Senhora em Fátima, faria 112 anos se ainda fosse viva. Nasceu em 1907, na localidade portuguesa de Aljustrel, a menina que a Virgem disse que ficaria por aqui “mais algum tempo” para ajudá-La a estabelecer no mundo a devoção ao Seu Imaculado Coração. Ao contrário dos primos Jacinta e Francisco, que morreram ainda crianças, Lúcia viveu até os 97 anos.

Mesmo tendo dedicado boa parte da sua vida à atividade conventual, ela foi uma grande divulgadora da mensagem de Nossa Senhora. Através de suas admiráveis memórias e da obra O apelo das mensagens de Fátima, milhares e milhares de pessoas puderam vislumbrar a grandeza da Virgem Santíssima. Mesmo na clausura, que lhe impedia o contato físico com outras pessoas, Lúcia respondia a inúmeras cartas, com o objetivo de propagar os pedidos da Mãe de Deus. A divulgação de suas visões levou milhões de pessoas ao santuário erguido no local das aparições, na Cova da Iria, fazendo ecoar por todo o planeta a devoção a Nossa Senhora.

Dos três pastorinhos, era a única que podia conversar com Nossa Senhora. Desta forma, pode estabelecer com Ela uma relação singular, de respeito, mas, sobretudo, de amor. Após as seis aparições ocorridas na infância, Lúcia ainda A encontrou diversas vezes ao longo de sua vida, sendo portadora fiel das palavras de Maria. Manteve rigoroso silêncio sobre os segredos de Fátima, só os revelando quando autorizada pela própria Virgem. Foi, assim, um exemplo de lealdade incorruptível.

Lúcia dos Santos morreu em 13 de fevereiro de 2005, no Carmelo de Santa Teresa, em Coimbra, Portugal, onde foi sepultada. Seu corpo foi trasladado, no ano seguinte, para o Santuário de Fátima. Está em curso o processo para sua beatificação e canonização, que foi aberto em 2008 pelo papa Bento XVI.