O caminho da santidade

Entre os muitos ensinamentos de São Josemaria Escrivá, um é especialmente marcante: “qualquer atividade humana se pode converter em lugar de encontro com Deus”*. Todos nós somos chamados a ser santos em nossas vidas cotidianas, no tempo presente e no lugar em que o Senhor nos colocou.

O que Escrivá nos mostra é que há uma santidade possível, que está ao nosso alcance, e que podemos desenvolvê-la fazendo qualquer uma de nossas funções: como pais e mães, advogados, engenheiros, jornalistas, cozinheiros, pedreiros, técnicos de informática, juízes, políticos, agricultores, professores, desenhistas, agentes penitenciários, comediantes… Para isto, basta nos identificarmos com Cristo e trazê-lo para o dia a dia.

Primeiro, precisamos aceitar a vontade de Deus para nossas vidas e realizarmos nossas tarefas de forma responsável e coerente com a fé católica. Precisamos ser justos, corretos, solidários, honestos. Precisamos ter empatia, nos preocupar com os irmãos, partilhar. Precisamos fazer isso em cada uma de nossas tarefas, em cada hora dos nossos dias. A missão é empregar o exemplo de Jesus nas ações e nos gestos.

Deus está presente em nossa vida em todos os momentos: quando trabalhamos, quando nos divertimos, quando rezamos, quando fazemos nossas refeições, quando descansamos. Nada melhor, então, do que aproveitar esta presença para lembrar-se continuamente de que podemos também ser seu instrumento na construção do Reino de Deus!

Portanto, tudo o que fizer, das tarefas mais simples as mais elaboradas, faça com amor e verá grandes transformações tanto em si quanto ao seu redor.

* do livro Breve Apostólico da Beatificação do Venerável Servo de Deus