A importância de pedir perdão aos filhos

Educar é uma tarefa difícil, que exige empenho e dedicação. Muitas vezes, mesmo querendo acertar e tomados pelo amor, acabamos cometendo erros ou injustiças em relação aos pequenos e fazemos ou dizemos coisas que magoam. Quando isso acontece, você pode perdão aos seus filhos?

Pois saiba que deveria. Muita gente não se desculpa perante os filhos porque tem medo de perder a “autoridade”, como se, em função disso, as crianças fossem deixar de respeitar o pai ou a mãe. Pela cartilha tradicional da educação, pais não pediam perdão aos filhos, não demonstravam suas fragilidades, não choravam diante deles, como se fossem perfeitos, “super heróis” que nunca se enganam.

No entanto, pais e mãe são o principal modelo de comportamento para seus filhos e esse é o principal motivo pelo qual devem assumir seus erros e desculpar-se. Como você pode ensinar o seu filho a pedir perdão sem que você mesmo faça isso? Mais eficaz do que qualquer discurso é o exemplo.

Pedir desculpas não é sinal de fraqueza nem demonstra perda de autoridade. É, ao contrário, sinal de ponderação, equilíbrio e senso de justiça. É preciso ser transparente, verdadeiro e sincero no relacionamento com as crianças, fazendo jus ao exemplo de Jesus Cristo. Assim, você ensina ao seu filho que reconhecer o erro e desculpar-se dignifica e enobrece o caráter.

Numa família em que a graça de Deus é abundante e onde o Espírito Santo está presente, a sinceridade caminha lado a lado com o perdão. É através do diálogo que se reconhece o erro e se busca soluções para o problema criado, dando espaço à reconciliação e ao perdão. Assim, é possível ensinar de forma concreta às crianças o valor de perdoar e ser perdoado. Isso reforça a confiança e a liberdade entre pais e filhos, fortalecendo cada vez mais os laços de amor e cumplicidade dentro da família e solidificando a presença de Cristo.