O que são os sacramentos?

São sete os sacramentos da Igreja Católica, que foram instituídos pelo próprio Jesus Cristo: o Batismo, a Confirmação (ou Crisma), a Eucaristia, a Penitência, a Unção dos Enfermos, a Ordem e o Matrimônio. Mas você sabe exatamente o que são e como funcionam os sacramentos?

Sinais sensíveis

Segundo o Compêndio do Catecismo da Igreja Católica, os sacramentos são “sinais sensíveis e eficazes da graça, instituídos por Cristo e confiados à Igreja, mediante os quais nos é concedida a vida divina”. Pela definição do Concílio de Trento, o termo sacramento significa “símbolo de algo sagrado, uma forma visível da graça invisível, com poder para santificar”.

Cientes das limitações dos seres humanos, Deus optou por nos dar as suas graças espirituais, e portanto invisíveis, através de sinais materiais, que podemos perceber através dos sentidos, para que todos possamos compreender a ação de Deus em nós e receber a Sua santidade. Por isso, todos os sacramentos utilizam símbolos (como roupas brancas, velas, alianças, pão e vinho) e gestos concretos (como partir o pão, ungir e lavar), que remetem à importância de cada um dos sacramentos.

Etapas da vida

Os sete sacramentos correspondem às etapas da vida do cristão e às necessidades que enfrenta nesse percurso. Ao nascer, recebemos o Batismo e passamos a compor a comunidade da Igreja. Depois, crescemos e amadurecemos e recebemos a Crisma, sacramento que confirma a nossa fé, estabelece nossa maturidade espiritual e sela nosso compromisso de sermos cristãos atuantes. Ao final de nossa vida, a fim de nos prepararmos para o momento de deixar o corpo físico e nos unirmos a Deus, recebemos a Unção dos Enfermos.

Temos dois sacramentos que correspondem às necessidades da alma: a Eucaristia, através do qual Jesus se faz pão e alimenta nosso coração, e a Penitência (ou Confissão), que cura a ferida do pecado.

Os outros dois sacramentos correspondem a estados de vida, quando assumimos responsabilidades grandiosas pelos outros, e que nos conferem forças para levar adiante as missões designadas por Deus, mesmo nos momentos de tribulação. Através do Matrimônio, o casal recebe a graça para cuidar um do outro e também da família que nasce a partir daquele momento. Já a Ordem é o sacramento do sacerdote e outorga a ele a tarefa de servir em nome de Cristo.

Os sacramentos pressupõem a fé, mas, “ao mesmo tempo, a alimentam, robustecem e expressam por meio de palavras e gestos”, como dito no Sacrossanctum Concilium, do Concílio Vaticano II. Eles nos fortalecem para ajudarmos na construção do Reino de Deus.

Preparação

Apesar disso, nem todo mundo se prepara corretamente para receber os sacramentos, deixando de aproveitar toda a potencialidade das graças obtidas. Quanto mais preparados estivermos ao receber os sacramentos, maior será o efeito da graça. Quanto mais arrependidos no momento da confissão, quanto mais cientes da nossa fé ao receber a Crisma, quanto mais imbuídos de amor na hora da Eucaristia ou quanto mais desejosos estivermos ao receber a Unção, mais impactante será a graça, pois uma disposição interna adequada remove os obstáculos que atrapalham a nossa alma de recebê-la.

Agora que você sabe mais sobre os sacramentos, prepare-se e aproveite intensa e plenamente as graças de Deus na sua vida!