Deixar-se transformar por Deus

Sempre que passamos por uma experiência forte, qualquer que seja ela, nos transformamos de alguma maneira. Estar diante do imponderável ou do inexplicável, provoca naturalmente uma mudança, uma ruptura. Foi isso que aconteceu com os três pastorinhos a partir das aparições de Nossa Senhora em Fátima. Estar diante do divino os transformou radicalmente. Nós também podemos vivenciar isso no nosso dia a dia como católicos.

Para Francisco, Jacinta e Lúcia, houve um “antes” e também um “depois” das aparições. O que eles eram e sentiam modificou-se a partir dos encontros com a Virgem, após receberem suas mensagens e ouvirem seus pedidos. O mesmo deve ocorrer em nós. E não precisamos estar diante da aparição de Nossa Senhora para experimentarmos a transformação. Todos os dias temos a oportunidade de viver o encontro com o divino.

Para cada um de nós, há um “antes” de um “depois” de sermos batizados, um “antes” e um “depois” de nos confessarmos, um “antes” e um “depois” de comungarmos, um “antes” e um “depois” de fazermos a adoração ao Santíssimo Sacramento. Em cada um desses momentos, em que estamos diante de Deus e de Seu mais absoluto Amor, temos a chance de viver uma transformação radical, libertadora.

Será que alguém poderia ficar exposto reiteradamente ao sol do deserto sem nenhuma consequência? Não lhe queimaria a pele? Não seria tomado pela sede? Da mesma forma, não temos como estar diante de Deus e experimentar Sua misericórdia sem sofrermos qualquer impacto.

Não posso entrar na Capela do Santíssimo, aqui no Santuário de Fátima, e sair do mesmo jeito que entrei. Estar diante do sol nascente que nos visita na adoração precisa ter em nós um impacto, uma influência. Não posso entrar na Missa de domingo e sair igual a como entrei, afinal estou exposto a Deus! A celebração eucarística não é somente um rito. É viver a liturgia na Mesa da Palavra e na Mesa da Eucaristia, pois Jesus está presente na Missa desde o primeiro momento. E a experiência do divino é transformadora. Basta que você se entregue a ela.