Algumas dicas para uma boa oração com a Bíblia

“Ao ler a Bíblia, Deus fala contigo”, disse Santo Agostinho

Em sua coluna semanal, Dom José Gómez, Arcebispo de Los Angeles (Estados Unidos), falou a respeito da importância de poder conversar com Deus através da oração e indicou que um método perfeito é a “Lectio divina”.

“A Lectio divina transforma a nossa leitura das Escrituras em uma audiência privada com o Deus vivo que nos busca com amor e nos fala através das páginas dos textos sagrados… Se a oração é conversa, então temos que escutar Deus tanto quanto falamos com ele. ‘Ao ler a Bíblia, Deus fala contigo’, disse Santo Agostinho. ‘Ao rezar você fala com Deus’”, assinalou.
Deste modo, o Prelado deu estes cinco conselhos para meditar com uma passagem bíblica, de preferência o Evangelho do dia:

1. Procurar um lugar tranquilo

Antes de ler as Sagradas Escrituras, é necessário colocar-se na presença de Deus. Portanto, o Prelado recomenda procurar um lugar tranquilo, onde ninguém interrompa, e apagar todas as suas “telas”, computador, celular, televisão, para poder estar no mínimo 15 minutos “a sós com o Senhor”.
Depois, “peçam que o seu Espírito Santo abra os seus corações. Peçam a nossa Mãe Santíssima que os ajude a refletir em seu coração nos mistérios de Cristo, como Ela fez”.

2. Deter-se nos detalhes

Depois de terminar a oração, “comecem a ler devagar o texto do Evangelho do dia. Leiam várias vezes. E, conforme leem, fiquem atentos aos detalhes. O que está acontecendo? Quem são os personagens principais? Meditem nas palavras ou frases que chamam a sua atenção. Prestem uma atenção especial no que Jesus está dizendo e fazendo”.
Do mesmo modo, Dom Gómez assinalou que é preciso recordar que não se deve ler a Bíblia como se estivesse lendo qualquer outro livro. “Trata-se de um encontro com o Deus vivo. Jesus vive nos textos sagrados. Deus está conversando com vocês, pessoalmente”.

3. Meditar sobre a leitura

Depois de identificar a passagem que lhes chamou a atenção, o Prelado indicou que é preciso perguntar a Deus o que ele está tentando dizer através das palavras específicas.
“Há uma promessa aqui para vocês? Uma ordem? Uma advertência? Como se aplica este texto à situação que vocês estão vivendo neste momento?”, comentou.
“Permitam que a Palavra de Deus se torne um desafio para vocês. Se têm dificuldade para entender o que estão lendo, peçam ao Espírito que os ajude”, especialmente a compreender as cenas e os ensinamentos que “não estão de acordo com a maneira de pensar, as expectativas e os preconceitos de vocês”, destacou.

4. Rezar

Depois de compreender o que Deus quer dizer, o Prelado indicou que é necessário responder a Deus. Isso se faz através da oração.
“Pode ser uma oração de agradecimento ou de louvor. A oração pode ser através de um pedido, um pedido para que Deus lhes dê a força para seguir adiante ou que lhes conceda alguma graça ou virtude especial”, explicou.
Além disso, acrescentou que, “quanto mais rezemos com os Evangelhos, mais podemos pensar conforme ‘a mentalidade de Cristo’ e, assim, nos ‘apropriaremos dos seus pensamentos e sentimentos; mais poderemos ver a realidade com os seus olhos”.
Ao rezar mais, experimentaremos com mais intensamente “o chamado de Cristo a mudar o mundo, para assim moldar a sociedade e a história segundo o desígnio amoroso de Deus”.

5. Contemplar

A lectio divina termina com a contemplação. Este é o momento de permanecer em silêncio e “contemplar Deus”.
“Na contemplação, somos como crianças que querem conhecer a maneira de pensar e a vontade do Pai que nos ama. Com a mente tranquila, descansa na presença do seu olhar. ‘Eu olho para ele e ele olha para mim’”, comentou o Arcebispo de Los Angeles.
Nesta fase, “a lectio divina nos leva a fazer resoluções e nos comprometermos para a ação”.

2018-04-16T21:13:26+00:00 abril 17th, 2018|Catequese|Comentários desativados em Cinco dicas para ler a bíblia!

Fale conosco

contato@tardecommaria.com.br

Telefone: +55 21 3114 0000