Irmã Lucia de Jesus

28 de Março: Aniversário do Nascimento da Irmã Lúcia

A vidente das aparições, que difundiu a mensagem de Fátima, nasceu há 111 anos

Lúcia Rosa dos Santos nasceu em Aljustrel, no dia 28 de março de 1907, e foi batizada dois dias depois. Conforme registra o Santuário de Fátima ao recordar o 111º aniversário da vidente de Fátima, ela recebeu a Primeira Comunhão em 30 de maio de 1913, por mediação do Padre Cruz – de acordo com a documentação conhecida –, impressionado com os seus conhecimentos catequéticos.

Em suas ‘Memórias’, Lúcia relatou que, em 1915, teve pela primeira vez visões de uma espécie de nuvem, com forma humana, por três ocasiões diferentes, quando estava com outras amigas. E, a partir do ano seguinte, Lúcia e seus primos Francisco e Jacinta receberam as manifestações do Anjo de Portugal.

Em 13 de maio de 1917, a Virgem Maria apareceu aos três pastorinhos e, a partir de então, a vida deles se transformou completamente.  As crianças acolheram ao apelo de Nossa Senhora, passaram a recitar diariamente o terço, fazer sacrifícios pelos pecadores e, durante seis meses, sempre no dia 13, comparecem ao local onde a Virgem lhes aparecia.

Além disso, Lúcia, Francisco e Jacinta passaram a ser constantemente interrogados sobre o que viram, e acusados de mentirem e inventarem os acontecimentos. Mas nada disso desanimou a fé daquelas crianças que seguiram firmes no amor a Deus e à Nossa Senhora.

Irmã Lucia de Jesus

Após a última aparição em 13 de outubro de 1917, Lúcia se recolheu no Asilo de Vilar, a conselho do Bispo de Leiria, Dom José Alves Correia da Silva, começando assim uma vida retirada do mundo.

Em 5 de janeiro de 1922, escreveu o primeiro relato das aparições e, em 8 de julho de 1924, respondeu, no Porto, ao interrogatório oficial da Comissão Canônica Diocesana nomeada por Dom José Alves Correia da Silva, sobre os acontecimentos de Fátima.

Posteriormente, em 1925, Lúcia ingressou na Congregação de Santa Doroteia, na Espanha, onde se deram as aparições de Tuy e Pontevedra, as aparições da Santíssima Trindade, de Nossa Senhora e do Menino Jesus.

Desejando uma vida de maior recolhimento para responder à mensagem que a Senhora lhe tinha confiado, entrou no Carmelo de Coimbra, em 1948, onde se entregou mais profundamente à oração e ao sacrifício e tomou o nome de Irmã Maria Lúcia de Jesus e do Coração Imaculado.

Foi neste Carmelo que Irmã Lúcia faleceu em 13 de fevereiro de 2005. Atualmente, seus restos mortais se encontram sepultados na Basílica de Nossa Senhora do Rosário, no Santuário de Fátima, desde o dia 19 de fevereiro de 2006.

Durante sua vida, Irmã Lúcia respondeu a milhares de cartas e pedidos de orações das mais variadas pessoas, entre Papas, chefes de estado e de governo, cineastas e gente simples. Tais correspondências foram analisadas durante a fase diocesana do processo de canonização que chegou ao fim em 13 de fevereiro deste ano.

Agora, o processo de canonização de Irmã Lúcia se encontra na competência direta da Santa Sé e do Papa.

A Irmã Lúcia de Jesus, uma das três crianças que presenciaram a aparição de Nossa Senhora na Cova da Iria entre maio e outubro de 1917, viveu 57 anos de vida carmelita e está sepultada na Basílica de Nossa Senhora do Rosário, no Santuário de Fátima.

Irmã Lucia de Jesus

Irmã Lúcia mais perto da Canonização

A fase diocesana do processo de canonização de Irmã Lúcia de Jesus encerrou a sessão em 13 de fevereiro de 2017. Mais de 15 mil páginas de documentação estão sob análise e estudos pela Congregação das Causas dos Santos, no Vaticano.

Após a conclusão da fase diocesana do processo, é elaborada a ‘Positio’, com relatos e estudos realizados pela comissão jurídica, por um relator nomeado pela Congregação para a Causa dos Santos. Sendo esse levantamento de informações aprovado pela Santa Sé, o servo de Deus é proclamado venerável.

A segunda etapa do processo consiste no exame dos milagres atribuídos à intercessão do “venerável”; se um destes milagres é considerado autêntico, ocorre, então, a beatificação.

Em seguida, é necessário se verificar outro milagre devidamente reconhecido, para que o beato seja proclamado santo.

2018-04-04T18:32:01+00:00 março 28th, 2018|Catequese|Comentários desativados em 28 de Março: Aniversário do Nascimento da Irmã Lúcia

Fale conosco

contato@tardecommaria.com.br

Telefone: +55 21 3114 0000